quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

11/01/2014 - Nascendo no Brasil

Retomando as atividades do Ishtar-Belém, temos a alegria de anunciar o primeiro encontro do ano!

O local dos encontros continua o mesmo, mantendo nossa longa parceria com a academia Companhia Athletica. Aguardamos você lá!





O tema deste encontro será "Nascendo no Brasil", onde debateremos as nuances da obstetrícia brasileira e as dificuldades de se ter um parto normal no Brasil, país recordista de cesarianas. Para nos ajudar no debate assistiremos a um vídeo muito interessante sobre o assunto!  Veja o trailler: http://vimeo.com/15329680#




*Relembrando*
Quando: 11 de Janeiro de 2014 - sábado de 09h às 11h
Tema: Nascendo no Brasil
Onde: Academia Companhia Athletica (Rua Municipalidade, 489 - Reduto - próximo à ESAMAZ)
Cidade: Belém/PA
Encontro gratuito!

=======================
Leitura sugerida: 
PORQUE TANTA CESÁREA? (por Ana Cristina Duarte - Obstetriz)
=======================

O problema das cesarianas no Brasil tem quase infinitas bases. Vamos a algumas.

Pagamento por produtividade: muitos plantões médicos são remunerados por produtividade, ou seja, se nascer no plantão, a grana vai para aquele plantão. Se não nascer antes de terminar o plantão, se passar para o plantão seguinte, quem ganha o valor do parto é a equipe do plantão seguinte. O médico que passou o dia ali aguardando o parto e resolveu não operar, não ganha nada.


"Limpeza do plantão": prática que ocorre em muitos hospitais, onde o obstetra opera todas as mulheres antes de terminar o plantão, para terminar o dia com tudo "limpo", sem mulheres em trabalho de parto para a equipe que assume em seguida. Também acontece muitas vezes perto das 23h-0h, para que a equipe possa ir dormir sem ser incomodada durante a noite.


Falta de anestesista ou de obstetra: em muitas cidades pequenas não há equipes morando no local. Então, para que não haja risco da mulher entrar em trabalho de parto em um dia que não tem médico na cidade, agendam-se todas as cesarianas para o dia da semana em que os médicos estão de plantão


Para ler o texto completo, clique no link: http://www.maternidadeativa.com.br/artigo13.html


Nenhum comentário: